Sword Art Online Alicization – Exploding – Capítulo 18 – Parte 2.2

Arco: Sword Art Online Alicization Underword – Exploding
Capítulo 18
Sword Art Online Alicization Underworld - Exploding - Renri - Kosogi

O instrumento divino de Renri era chamado de Twin Edged Wings e consistia em um jogo de lâminas metálicas, facas de arremesso extremamente finas e curvadas como duas meias luas. Mediam aproximadamente quarenta cens e não possuíam empunhaduras por onde segurá-las.

Ambos os lados terminavam em pontas mortalmente afiadas, sendo necessário colocá-las entre os dedos para lançá-las.

Sua trajetória no ar era facilmente manipulada graças a altíssima velocidade de giro, voltando perfeitamente até os dedos de seu mestre.

Em outras palavras, mesmo o uso normal desse instrumento requeria um nível de concentração monstruoso, completamente diferente do de manusear uma espada. Onde a menor das distrações ou erro de cálculo, poderia lhe custar facilmente os dedos de sua mão ou quem sabe a própria vida.

Seu evidente controle sobre tal arma poderia ser prova suficiente da capacidade de Renri. Porém, ele sequer se dava conta disso. Seu espírito ficou diminuído com o sentimento de inferioridade, causando a total inabilidade de ativar o Full Armament Control Art.

Portanto, Renri não estava agora mais preparado do que momentos atrás para travar a intensa batalha a sua volta, mesmo tendo acabado com a vida daquele goblin com somente um golpe.

Ele suspirou fundo mais uma vez, sentido o metal frio que vibrava entre seus dedos, girando na extremidade de sua mão direita.

Matou, finalmente tinha cruzado aquela barreira.

“Matei…”

Era a única coisa que sua mente repetia incessantemente, não tinha orgulho ou bravura… era um pensar sem raciocinar… vazio…

“…Senhor cavaleiro…”

Tiezé rompeu o silêncio. Lágrima escorriam de seus grandes olhos cor de outono enquanto seguia falando em um tom quase sussurrante.

“Muito… obrigada, o senhor nos salvou!”

Ao ouvir essas palavras, o peito de Renri, congelado de medo, foi invadido por uma sensação morna e gentil.

Entretanto, não podia dar-se ao luxo de responder. Do outro lado da cortina de fumaça, múltiplas sombras assomaram-se para a entrada da tenda. Seu número agora superava em muito os dez goblins originalmente estimados.

Impossível! Não conseguirei lutar com tantos, só com esse um eu já quase morri de medo…!

A pequena sensação que talvez pudesse ser classificada como algo próximo a coragem, sumiu ao ser arrastada pelo vento frio do pavor.

Sua respiração voltou a ficar pesada, com as forças abandonando suas pernas.

Na angústia crescente, suas pupilas vagaram sem rumo buscando um lugar seguro que não havia até se deparar novamente com as duas espadas que o jovem cadeirante de cabelos negros, Kirito, segurava tão ferozmente.

Percebeu que da espada adornada por uma rosa em sua empunhadura, se derramava uma luz muito fraca, sobressaindo-se um pouco na escuridão. O tênue brilho azul, de algum modo passava uma sensação aconchegante a cada pulsar, como se fosse um coração.

A vibração congelante do medo que o envolvia, começou a se desfazer gradualmente, dando lugar a algo… diferente…

Depois de encher seus pulmões com todo o ar que conseguiu, Renri falou:

“…Vocês duas, fiquem aqui e protejam Kirito!”

“H-Hã?…S-Sim…!”

Tiezé e Ronye responderam em uníssono de maneira tensa.

Ao receber a resposta, Renri assentiu lentamente com a cabeça enquanto se dirigia até a entrada da tenda por onde os goblins haviam passado.

O cavaleiro avançou.

Os dois goblins que pareciam liderar os soldados inimigos que anteriormente tinham invadido o local, cercaram Renri enquanto mostravam suas presas.

Um flash se desprendeu de sua mão direita com um brilho pálido entre a fumaça e atravessou o ar.

A lâmina retornou em um instante para os dedos do cavaleiro enquanto duas cabeças rolaram ao chão.

Sem demonstrar nenhuma curiosidade se realmente havia os matado, Renri focou outro ponto do local e lançou de sua mão esquerda a outra lâmina com um novo objetivo. Mas duas cabeças voaram para longe e dois corpos desprovidos de vida desabaram.

Em segundos, Renri havia acabado com quatro goblins, porém, seus companheiros de tropa pareceram não se importar e já o havia cercado completamente.

“Argh!! É um daqueles… um Integrity qualquer coisa…!!”

“Cortem a cabeça do general!!”

“Matar! Matar! Matar!!!”

Recebendo uma enxurrada de gritos horrendos, Renri correu para frente com o intuito de distanciá-los da entrada da tenda enquanto ouvia os sons das placas metálicas das armaduras dos goblins rangerem e baterem ao persegui-lo.

E era isso, conseguiu com que se afastassem das tendas de provisões.

Em sua esquerda agora apenas uma parede vertical de rocha sólida e a frente a cortina de fumaça de onde parecia ser o criadouro daqueles monstros, pois não parava de sair mais e mais goblins para se juntar aos outros que o perseguiam.

Tendo saltado para dentro das garras da morte por vontade própria, Renri, ao contrário de momentos atrás, se manteve firme enquanto esticava seus braços e agarrava suas lâminas e as lançava para direita e esquerda gritando:

“Meu nome é Renri!! Integrity Knight Renri Synthesis Twenty-Seven! Se querem minha cabeça, preparem-se para perder as suas! Venham!!!”

Em resposta àquele discurso que foi proferido utilizando toda a coragem, os goblins gritaram ainda mais.

Seus facões se ergueram de maneira quase coordenada enquanto Renri disparava suas lâminas simultaneamente, pegando seus inimigos em pleno salto.

Cada faca foi lançada para o lado, traçando arcos brilhantes, interceptando os goblins sem nenhuma dificuldade.

Uma atrás da outra, as cabeças dos meio humanos foram sendo decapitadas, deixando apenas o som de seus corpos caindo ao chão sendo banhados instantes depois com a chuva de sangue escuro originada pelos desmembramentos.

Renri logo alcançou suas duas lâminas que regressaram, porém, não as segurou. Apenas enganchou seus indicadores nelas em pleno ar, aumentando seu giro e com a inércia, lançou-as novamente.

Outra vez a horripilante cena aconteceu.

Se fosse fazer uma comparação simples do seu poder de ataque normal contra o Conflagrant Flame Bow de Deusobert e a Heaven Piercing Sword de Fanatio, provavelmente ele venceria. As lâminas da Twin Edged Wings eram mais finas do que papel, porém, quando avançavam a velocidades extremas, cortavam qualquer coisa, pois atingiam as partes das junções das armaduras, partindo os corpos dos inimigos com uma facilidade inacreditável.

Os dois lançamentos consecutivos haviam acabado com mais de dez criaturas sem esforço algum, e inclusive os goblins que se orgulhavam de não conhecer o medo, após serem despedaçados como se não fossem nada, acabaram sendo assaltados com sentimentos alarmantes de sobrevivência ao verem seus companheiros caindo um após o outro de maneira tão brutal e instantânea.

Creio que consigo!

Se conseguisse aguentar mais um pouco, provavelmente os reforços chegariam vindos das linhas de frente, onde a cortina de fumaça já começava a sumir.

Renri manteve a postura de terror genocida para com seus inimigos enquanto fazia menção de executava o terceiro lançamento.

Porém, o que chegou aos ouvidos de Renri  não foi o som de corpos sendo dilacerados e sim o estridente impacto de suas lâminas ao que parecia ser a grande face de um machado de guerra.

KAKIIINNN!!

Seus ouvidos protestaram ao receber a carga aguda que percorreu o ar.

Contudo, suas lâminas retornaram de alguma forma para o cavaleiro, que teve que mudar toda sua postura para conseguir recuperá-las.

Estendeu os dedos ao máximo que conseguiu, quase errando o tempo de agarre, o que lhe custaria muito sangue.

Seus olhos arregalados detectaram uma figura, somente um goblin surgindo em meio à densa fumaça de maneira tranquila e confiante.

Era grande.

Sua altura era praticamente a sua, ou seja, tão alto quanto um ser humano na casa dos quinze anos. Entretanto, seus músculos pareciam montanhas e cobriam toda a extensão de seu corpo.

Vestia uma armadura de couro, dando a sugestão que era do tipo leve para dar maior mobilidade. Carregava um enorme machado em sua mão direita enquanto emitia uma aura assassina através de seus olhos amarelos, fator que o distinguia de todos o goblins que haviam aparecido até aquele momento.

“Você é o general?”

Perguntou Renri tentando transmitir suavidade em sua voz.

“Sim, sou o líder dos goblins das montanhas, Kosogi!”

Respondeu também com calma aparente enquanto olhava ao redor.

“Bem… bem… de fato isso foi uma grande carnificina. Quem iria imaginar que haveria um Integrity Knight tão recuado. Realmente cometi um grande erro em não prever tal coisa.”

Não somente seu corpo, mas sua forma de falar era completamente diferente dos outros. Além de ter uma sede de sangue tão avassaladora, sua inteligência parecia ser tão obstinada quanto.

Não importa. Ele só teve sorte em conseguir repelir as minhas lâminas, não voltará a fazê-lo!

Renri se convenceu mentalmente enquanto cruzava os braços em frente ao corpo e gritava.

“Sua guerra termina aqui!”

Cada músculo de seu jovem corpo foi ativado para lançar a arma com toda a energia que possuía e em máxima velocidade.

A lâmina da direita se elevou angularmente para cima criando um arco descendente enquanto que a da esquerda seguiu rente ao chão, fazendo uma curva ascendente, voando com precisão rumo ao pescoço de Kosogi.

Contudo…

O general inimigo não fez nenhum movimento de pânico como os outros e nem outra posição desesperada. Apenas moveu seu machado a uma velocidade tão alta que o tornou um borrão, protegendo-o esplendidamente do ataque simultâneo que vinha de dois lugares distintos.

Só o que restou ao cavaleiro foi novamente fazer um esforço absurdo para recolhê-los.

Por que!!??? O poder de ataque da Twin Edged deveria ser o suficiente para partir a arma desse goblin…!!!

Surpreendido, Renri encarou o machado de Kosogi.

Ainda que fosse feito de maneira tosca igual aos facões dos demais soldados, aquela arma tinha algo em sua lâmina que o diferia. Não era resultado de uma forja descuidada e sem qualidade. Nitidamente possuía um grande fio com uma alta prioridade, provavelmente forjado com todo o cuidado com aço temperado.

Como que tivesse notado o motivo da surpresa de Renri, Kosogi moveu seu machado para frente enquanto sorria.

“Está interessado nisso aqui? Bem, devo confessar que para um protótipo, até que está bem feito, não é? Para conseguir produzi-lo, muito sangue foi derramado em busca dos materiais necessários, sem contar na infinidade de habilidades que os Dark Knights aplicaram nele para aprontá-lo.

Entretanto, veja… essa não é a única razão pela qual seus ataques foram bloqueados, garotinho cavaleiro.”

“…Se é assim, então, que tal isso!”

Levou suas mãos para cima, enviando suas facas para o céu escuro, desaparecendo na noite para além da vista do inimigo.

Criou um enorme arco com o intuito de que suas lâminas girassem e atacassem o goblin por trás, pois dessa forma ele seria pego de surpresa.

Não tinha como escapar e…

“…!!”

Sua convicção foi destroçada instantaneamente.

O líder dos goblins, Kosogi, levou seu machado precisamente até suas costas, repelindo as facas que viajavam a extrema velocidade sem sequer olhar.

Desestabilizado, Renri falhou em pegar suas armas no instante em que retornaram, causando-lhe um corte profundo em seu dedo médio da mão esquerda. Contudo, a situação sequer o deixava sentir dor.

“Leves e barulhentas, garoto.”

Com essas simples palavras, Kosogi externou todas as fraquezas das Twin Edged Wings.

O peso de cada uma das facas eram incrivelmente leve para uma arma considerada um instrumento divino. Algo normal, já que seu foco era o fio e a velocidade de giro. Entretanto, isso sacrificava a força de corte, não ultrapassando de maneira alguma um oponente que tivesse uma grande prioridade de defesa para ser capaz de suportar o impacto e a velocidade do golpe.

Além disso, por girarem a uma velocidade alucinante, produziam um som tremendamente agudo ao cortar o ar. Possibilitando que alguém que tivesse um ouvido treinado, de predizer sua trajetória.

Renri estremeceu diante do intelecto de Kosogi, conseguindo ver tanto através de seu golpe, o tendo presenciado somente um par de vezes. Era apavorante pensar que um mero meio humano conseguisse tal evolução…

“’-Um mero goblin…’, você deve estar pensando nesse momento, não é garoto? Creio que é melhor para com esse tipo de raciocínio.”

Sorrindo, Kosogi disse algo em um tom quase decepcionado.

“Estou um pouco confuso…

Supostamente, você seria um grande cavaleiro, não é? Pertencente à Ordem dos Integrity Knights, capazes de me enfrentar frente a frente sem nenhum problema… contudo… essa premissa não parece se aplicar a você, não é?”

“…Ah!… Entendo…”

Ao ouvir essas palavras, compreendeu.

Fora um erro ter julgado esse inimigo de maneira tão prematura como sendo um simples goblin.

Com isso em mente, Renri prosseguiu assentindo com a cabeça.

“Sou realmente um falha como cavaleiro. Porém, ainda assim… não me menospreze. O inútil aqui sou eu, não elas.”

Disse enquanto mostrava as duas lâminas, uma em cada mão, diante do rosto.

A fraqueza das Twin Edged Wings. O método para combater isso com certeza estava na maior habilidade dos Integrity Knights, o Armament Full Control Art.

Ouviu que esse instrumento divino um dia foi uma dupla de pássaros que respectivamente perderam suas asas esquerda e direita. Ficando incapazes de voar com somente um dos lados. Por causa disso, decidiram por cooperar em um esforço conjunto que lhes resultou em uma força que lhes deu a capacidade de voarem até onde nenhum outro pássaro conseguiu ir, ultrapassando a barreira dos espaços por toda a eternidade.

Essa lenda criou uma pequena ferida no coração de Renri sem que ele se desse conta. Tinha ligação com a pessoa que reside em suas memórias roubadas através do Synthesis Ritual.

Fora com quem cruzou espada na final do Torneio da Unidade dos Quatro Impérios, quando acidentalmente acabou com sua vida no momento em que se esforçava para ficar na frente de todos. Infelizmente, aquilo custou seu amigo de infância.

Renri e aquela pessoa eram como a dupla de pássaros da lenda. Haviam estado juntos desde que se lembram. Estiveram unidos em todas as ocasiões, no caminho de sua vila até a Centoria Central, superando todas as provações, usando um ao outro como conforto mental até o derradeiro cenário.

Suas asas romperam-se ali.

E mesmo agora, com suas recordações seladas e convertido em um Integrity Knight, o gigantesco sentimento de perda no coração de Renri se mantinha vivo. Perdendo a coragem para pegar sua espada e lutar, a alegria de conectar os golpes, ligar seu coração ao de outro…

Por esse motivo Renri não era capaz de despertar os dois pássaros lendários que voavam juntos com suas asas unidas.

Porém…

O jovem de cabelos negros que conheceu neste campo de batalha, o mesmo que tinha sofrido algo inominável também, estava segurando duas espadas em seu único braço. E foi justamente uma dessas armas que emanava uma luz gentil e morna que conversou com a alma de Renri.

O que existe nesse mundo, que se mantém inclusive depois que a vida chega ao seu fim, é apenas uma coisa…

Memórias.

Recordações.

As conexões entre corações que permitem que uma existência permaneça viva por gerações sem fim enquanto o mundo existir.

Renri desviou o olhar do general goblin, com uma expressão calma enquanto fechava seus olhos gentilmente.

Parecia que o jovem cavaleiro estava enfim se rendendo, contudo, durou apenas um instante até seu corpo ser envolvido por uma tempestade de energia, elevando seu espírito de espadachim.

Seus olhos se abriram. Seus braços, segurando as duas lâminas de aço, cruzados enquanto ocultava metade de seu rosto tensionados ao máximo.

“Voem, asas gêmeas!!!”

Os braços se moveram horizontalmente na mesma intensidade de seu grito. Dois espectros de luz, como asas brilhantes, traçaram um arco longo e foram em direção à Kosogi vindo tanto da direita quando da esquerda.

“Pode seguir tentando… verá que é inútil!!”

O chefe goblin brandiu seu machado e repeliu as duas facas com todas as suas forças.

Um ruído estridente e metálico foi acompanhado de faíscas rubras. As duas lâminas foram devolvidas facilmente, porém, ao invés de irem para as mãos de Renri, voaram para cima, ganhando os céus.

Como dois pássaros unidos em uma dança, se entrelaçaram até ficarem semelhantes à uma hélice, girando cada vez mais rápido.

E no momento em que se encontraram…

RELEASE… RECOLLECTION!!!

No lugar do Armament Full Control Art, Renri chamou a verdadeira arte secreta que a sobrepujava, ele ativou a arte de liberação de memórias.

Uma luz radiante e pura iluminou grande parte do vale.

As duas lâminas se uniram envoltas no flash instantâneo, tornando-se um único corpo.

Embora estivesse a uma velocidade inimaginável, parecia girar agora de maneira suave, em forma de cruz, ganhando os céus como se fosse uma estrela no véu noturno. O instrumento divino, Twin Edged Wings, fora completamente liberado.

Renri levantou lentamente sua mão direita em direção àquele ser luminoso que de certa forma, também era parte sua e sorriu.

Maravilhoso!

É exatamente como você e eu… éramos!

Nesse instante, cerrou o punho erguido.

As duas lâminas cruzadas começaram a oscilar violentamente, emitindo uma potência absurda. O ruído aumentou rapidamente de intensidade até atingir uma frequência tão alta que ficou virtualmente inaudível.

Renri baixou lentamente a mão direita.

A Twin Edged Wings deslizou pelo espaço silenciosamente como um disco de luz diretamente sobre o goblin.

“Isso é… INÚTIL!!”

Rugindo, Kosogi cortou com seu machado em direção ao instrumento divino do cavaleiro em uma trajetória de cima para baixo, com o intuito de atirá-lo ao chão.

Porém, aconteceu instante antes que o grosso aço atingisse as lâminas duplas ultrafinas.

A Twin Edged Wings alterou sua trajetória em um ângulo impossível e sem diminuir a velocidade, indo em uma ascensão vertical para retomar sua descida, acelerando ainda mais e evadindo o poderoso corte do machado, fazendo-o atingir o vazio.

KHHH!!!

Um ruído seco e contundente.

Na sequência, de lado a lado na figura de Kosogi, uma linha branca azulada surgiu.

“GAAAAAHHHR!!”

O líder goblin tentou saltar sobre Renri grunhindo selvagemente. Porém, a metade direita de seu corpo caiu para a esquerda enquanto em frações de segundos, a outra a acompanhou, caindo para a direita. Então, o poderoso corpanzil do inimigo tinha sido dividido ao meio completamente.

Sword Art Online Alicization Underworld - Exploding - Renri - Kosogi - V16

Ainda se agarrando ao pouco de vida restante que se esvaia de maneira acelerada, Kosogi utilizou seu intelecto incomum para definir o motivo de sua derrota.

Segundo sua crença advinda de várias situações e experiência, o pequeno guerreiro deveria ocultar uma sede de sangue e desejo de matança que superavam os seus. Contudo, não importava o quanto olhava para o rapaz com sua visão borrada e duplicada, não conseguia notar um resquício sequer dessa sede e desejo naquele cavaleiro de aparência infantil.

Então, porque eu perdi!?

A angústia de não saber a resposta o sufocava mais do que a sensação de morte certa que lhe acercava, entretanto, seu tempo havia acabado e só restava agora ser engolido pela escuridão.

 

Ao receber sua querida Twin Edged Wings de volta com ambas as mãos após elas se separarem sem fazer som algum, Renri olhou suavemente as duas lâminas que não possuíam nenhuma marca de sangue.

Não era como se suas memórias seladas tivessem retornado, afinal, ele sequer tinha consciência de algum dia tê-las possuído.

Ainda assim, se agarrava aos dispersos remanescentes de recordações de quando um dia conectou seu coração com outra pessoa… e aquilo era o suficiente por hora.

Após fechar seus olhos por um momento, se deu conta de que possivelmente haveria mais goblins que estariam seguindo seu general, de maneira que teria que se preparar para mais luta.

Mas mesmo com isso em mente, estava muito tranquilo.

Olhando para frente, na fumaça que já estava bem dispersa, Renri notou incontáveis cadáveres, uns sobre os outros. Eram pertencentes à tropa inimiga e que estavam vivos e sedentos por sangue minutos atrás.

Ficou surpreendido com aquela cena tão terrível enquanto pensava em quem poderia tê-la promovido.

“…Bem, creio que agora se parece mais como um cavaleiro de verdade, não é?”

Ao ouvir a frase, girou bruscamente. A pessoa que caminhava alegremente à sua direita era ninguém menos do que a aprendiz de Integrity Knight Fizel Synthesis Twenty-Eight.

Com sua parceira de presença quase imperceptível, Linel Synthesis Twenty-Nine a acompanhando sorridente.

Com toda a certeza, aquela matança era obra delas.

Ficou um momento em choque sem saber como responder enquanto Linel tomava à dianteira e lhe dava uma pequena reverência dizendo:

“Certo senhor cavaleiro de alto escalão, estamos esperando suas instruções!”

Certamente falara aquilo em tom de sarcasmo, porém, era melhor isso do que ser depreciado como antes.

Renri tratou de limpar a garganta antes de perguntar à dupla:

“Tiezé e os demais estão a salvo?”

“Sim, estão. Se juntaram com a unidade de suporte lá atrás.”

Enquanto Fizel assentia, o cavaleiro suspirou aliviado e fez uma segunda pergunta.

“E os demais soldados inimigos que cruzaram o vale?”

“Já nos encarregamos de todos.”

Foi Linel que respondeu dessa fez.

“Então… creio que voltarei para a minha unidade. Espero que façam o mesmo.”

“Siiiim, entendido, heh!”

Depois de se despedirem, as aprendizes de cavaleiros giraram em seus próprios calcanhares e saíram em disparada, não demonstrando nenhum sinal de cansaço, embora tivessem realizado um esforço descomunal matando todos aqueles inimigos sem parar. De fato, eram mais assustadoras do que todos aqueles monstros juntos.

Após observá-las sumir por entre as tendas, Renri voltou seus olhos para o lado onde estava a unidade de suporte.

“…Muito obrigado!

Expressou mentalmente sua gratidão de todo o coração para as duas aprendizes e ao jovem espadachim em uma reverência.

Após isso, o Integrity Knight do alto escalão, Renri Synthesis Twenty-Seven começou a correr em direção ao flanco esquerdo do segundo batalhão onde a verdadeira batalha ainda estava por acontecer.
 

 

 

 

 

 

 

 

 


OLÁ PESSOAS!!

COM AS COISAS VOLTANDO AO NORMAL, CÁ ESTOU TRAZENDO O CAPÍTULO SEMANAL (sim rimou 🙂 )

RENRI FINALMENTE BOTOU AS ASINHAS DE FORA… (primeiro trocadinho de respeito do ano )

FICO IMAGINANDO COMO VÃO FAZER ESSE MONTE DE CABEÇAS VOANDO, PROVAVELMENTE O SANGUE SERÁ ZERO ASSIM COMO O DRAGONBALL SUPER, MAS ESPERO QUE FAÇAM NEM QUE SEJA ESTILIZADO, LÍQUIDO JORRANDO EM MEIO A FUMAÇA E TAL.

ESTAVA AQUI PENSANDO, ESTOU CRIANDO UMA PUTA EXPECTATIVA NO ANIME, E GERALMENTE QUANDO FAÇO ISSO SÓ QUEBRO A CARA… MAS AGORA É TARDE, ESTOU MEGA EMPOLGADO.

E VOCÊS? COMPARTILHAM DESSA MINHA IDEIA? COMENTEM AÍ!

FORTE ABRAÇO E ATÉ SEMANA QUE VEM SE TUDO CORRER BEM!

 

 

Não deixem de curtir Fan Page Sword Art Online Alicization Underworld – Light novel em Português

Também estamos no Tumblr e no Pinterest

Estamos também traduzindo Sword Art Online Progressive, não deixem de ler.

 

Poucos dias larguei essa música aqui, mas creio que o momento pede um repeteco.