Sword Art Online Alicization Rising em Português – Underworld – Capítulo 8 – Parte 1.2

Arco: Alicization – Rising

Parte 1

Sword Art Online Alicization - Volume 12 Rising - Kirito

“UAAAHH!!”

“WAGGH!?”

Tão logo as portas foram abertas, já receberam o impacto das flechas.

A superfície de madeira sendo atravessada atrasou as setas mortais, dando tempo suficiente para que Eugeo e Kirito se esquivassem, porém, uma manobra dessas feita na base do improviso e do susto, fez com que os dois garotos caíssem de costas no chão, um para cada lado.

Ao olharem para a origem do ataque viram um cavaleiro com uma armadura vermelha familiar de pé no meio da escada no lado oposto da sala, já carregando uma nova leva com quatro flechas no seu enorme arco composto.

Não haviam dúvidas de que era o mesmo Integrity Knight que estava voando no dragão lá no jardim de rosas.

A distância entre eles era cerca de trinta mels. As espadas definitivamente não poderiam cobrir um raio tão grande quanto esse ainda mais contra um arqueiro tão habilidoso. Provavelmente nem teriam tempo de sacá-las na posição em que se encontravam.

Droga!! Foi por isso que eu disse que seria bom que tivéssemos pego as armadura.

Eugeo reclamou mentalmente enquanto o cavaleiro começava a envergar o arco mais uma vez.

Diante das circunstâncias, não tinha como sair dessa sem ser ferido. Porém, tinha que fazer de tudo para não levar um dano fatal ao menos.

Eugeo arregalou os olhos e acompanhou a trajetória das flechas prateadas apontadas para ele. Incrivelmente não estavam mirando para seu coração e sim para suas pernas. Exatamente como Cardinal havia dito, a ordem dadas aos cavaleiros era para capturá-los com vida.

Porém, ser capturado aqui era a mesma coisa que ser assassinado, pois os indivíduos que são hoje deixariam de existir.

O Integrity Knight curvou o arco até o limite.

Um breve instante de silêncio se fez, nenhum movimento no local…

Então, a voz tensa de Kirito quebrou a atmosfera.

Burst Element!!!

Eugeo não conseguiu compreender imediatamente o que seu companheiro tinha dito, já que foi extremamente rápido. Só foi se dar conta do que era quando o efeito apareceu.

Uma brilhante luz irradiou por toda a sala.

Era tão intensa como se o próprio Solus estivesse entrado naquele cômodo.

Tratava-se de uma arte simples que criava um flash luminoso retirado de um elemento de luz base criado previamente. Porém, Kirito não tinha feito o ritual para gerar esse elemento…

Mas então, de onde ele havia tirado aquele globo luminescente que está atrás de sua cabeça…?

Ah! Na verdade tinha um elemento sim… era um dos que haviam sido gerados para iluminar o salão que servia como depósito de armas. Eles continuavam lá, flutuando tranquilamente na outra sala aguardando qualquer tipo de comando.

É igual àquela vez que usou o caco de vidro da garrafa para atingir Eldrie. Como sempre, a velocidade de raciocínio de Kirito é espantosa. Realmente é muito bom em utilizar todos os recursos ao seu redor para lutar…

Enquanto pensava isso, Eugeo saltou para a direita usando todas as forças de suas pernas.

Quase que instantaneamente, escutou o barulho das flechas metálicas perfurando o piso de pedra bem onde estava até a pouco tempo. A melhor opção era procurar um abrigo atrás dos pilares para evitar um ataque direto. Justo quando ia correr para o mais próximo, a voz de Kirito chegou aos ouvidos.

“Não se proteja! Vamos avançar!!”

Compreendeu o plano de seu amigo imediatamente. Bateu os pés com força uma vez mais e correu para frente em linha reta.

A posição da incrivelmente rápida explosão do elemento luminoso que ocorreu atrás deles protegeu olhos dos dois amigos do imenso flash, porém, o Integrity Knight a recebeu diretamente sem nenhum tipo de filtro.

Não havia dúvida de que sua visão estivesse bloqueada por uns instantes.

O poder ofensivo direto de um elemento luminoso era baixo em comparação aos outros elementos termais, como o criogênico. Geralmente esse tipo de habilidade era usada para artes curativas. Em raros casos ela podia ser manipulada para o ataque, visando cegar o oponente e inspirar temor.

Em virtude dessa possibilidade, era sempre bom preparar um elemento do tipo contrário, o elemento umbra, para neutralizar um ataque dessa natureza, esse era um dos principais ensinamentos da academia.

Não havia como um Integrity Knight, que está acima de todos os espadachins e usuários de artes sagradas desse mundo, não saber algo assim. Porém, como Kirito tinha ‘encurtado’ o caminho para a evocação da arte sagrada, conseguiu pegá-lo desprevenido. Mas, algo assim não ocorrerá uma segunda vez.

Portanto, devemos usar essa única brecha para diminuir a distância entre nós e o arqueiro inimigo.

A análise rápida da situação e a escolha de ações era o ponto essencial do Estilo Aincrad, isso foi o que Kirito havia dito incontáveis vezes para Eugeo.

Era uma crença completamente diferente do Estilo Norkia, que se concentrava em movimentos refinados e elegantes.

E a chave para conseguir colocar em prática todos seus movimentos era manter a mente calma, ou como Kirito disse uma vez ‘-manter a mente limpa e em alerta’, agora entendia o sentido daquelas palavras.

Um passo atrás de seu companheiro, seguindo o fluxo por onde houve a explosão luminosa, Eugeo freneticamente corria para frente, sacando a Blue Rose Sword do lado esquerdo de sua cintura.

Depois de servir ao seu propósito, o elemento luminoso se desvaneceu, mergulhando a sala à sua luz natural. Ambos já haviam cruzado o grande espaço do salão e puderam ver bem de perto o Integrity Knight de pé, uns vinte degraus acima na grande escada.

Como esperado, parecia que a visão do Integrity Knight seguia prejudicada. Seu corpo cambaleou um pouco com a mão direita protegendo o rosto coberto com um elmo na cor vermelha bronze.

Foi um grande golpe de sorte, pois diferente de Eldrie, que levava uma espada em sua cintura, esse guerreiro, talvez por uma autoconfiança incrível, não tinha nada mais do que o seu arco.

Acreditando que podia acertar as pernas dos dois antes que pudessem se aproximar, se convenceu de que não precisava de mais nada.

A mente de Eugeo estava calma, mas não conseguia evitar sentir uma chama de raiva, se contorcendo no interior de sua consciência.

Integrity Knight, você é igual a Raios e Wanbell. Com seu ego inflado e enorme arrogância, convencendo a si mesmo de que está sempre certo. Acha que é a justiça encarnada, que não tem nenhuma possibilidade de perder…

Então, agradeça a essa sua própria vaidade maldita. Pois é ela que será a sua ruína… e eu irei lhe mostrar isso!”.

Empurrado por essa estranha e nova emoção, Eugeo começou a subir a escada.

O Integrity Knight, de pé um pouco mais acima, retirou a mão direita de seu rosto e a direcionou para as costas, pegando as flechas de sua aljava, todas as restantes ao mesmo tempo.

Recolheu habilmente com sua mão, mais ou menos trinta flechas. Sem dar tempo para questionar qual era seu plano, o guerreiro colocou todas de uma vez na corda do arco, agora posicionado horizontalmente com sua mão esquerda.

“Mas o quê..!?”

Detendo seus pés no terceiro degrau, Eugeo engoliu em seco. Não deveria ser possível disparar trinta flechas de uma só vez.

Um rangido metálico chegou aos seus ouvidos. Algo frio se esgueirou entre os ossos de sua espinha quando notou que o som vinha das flechas de aço.

Parecia que Kirito, que havia parado ao seu lado direito, havia deduzido também as intenções do guerreiro sagrado.

Podia até ser devido ao desespero mas…

O rangido se tornava cada vez mais alto e violento enquanto o arco era puxado para trás.

“Salte para a esquerda, RÁPIDO!”

Gritou Kirito.

“BIIINN!!”

O ar estalou e crepitou quando a corda do arco arrebentou.

Mesmo assim, as trinta flechas foram disparadas em um padrão radial, chovendo neles como uma letal cascata prateada.

Eugeo pulou com tanta força dos degraus que achou que seu pé direito ia se partir com o impulso. No meio do movimento, colocou a Blue Rose Sword para frente de seu corpo para proteger-se.

Ambos teriam virado peneira se o cavaleiro não estivesse com a visão ruim.

Uma flecha atingiu a lâmina da Blue Rose, sendo repelida com um ruído estridente. Outra atravessou a barra da calça de Eugeo e mais duas que de fato atingiram seu corpo, de raspão no lado esquerdo de sua testa, arrancando um tufo de cabelo e outra atingindo também superficialmente sua sobrancelha.

Com um grande estrondo ao se chocar de ombro contra o solo, Eugeo cerrou os dentes enquanto conferia se seu corpo estava ferido. Depois de confirmar que estava bem, olhou para Kirito, que tinha saltado para a direita.

“Kirito, você está bem?”

Seu amigo de cabelos negros fez que sim com a cabeça com uma expressão séria.

“De algum jeito… a ponta passou por entre os dedos do meu pé…”

Eugeo olhou para a ponta do sapato esquerdo de Kirito e viu a seta metálica cravada, atravessando o couro e se fixando firmemente no piso de pedra. O garoto loiro ficou sem ar ao ver aquela cena ao mesmo tempo em que agradecia pela velocidade de reação e sorte de seu companheiro.

“C-Cara… isso foi muito perigoso…”

Sussurrou enquanto se forçava para levantar.

Quando olharam para cima, o Integrity Knight estava imóvel. A aljava em suas costas estava vazia e a corda de seu arco arrebentada, balançando livremente.

Isso significava que ele estava agora sem opções de ataque, com um arco sem corda e sem nenhuma flecha. Mas não deveriam se sentir seguros, pois quem estava ali na frente deles era um Integrity Knight, não podiam baixar a guarda um instante sequer.

“…Vamos!”

Seu companheiro chamou suavemente, recomeçando a subir as escadas novamente com Eugeo o seguindo.

Mas Kirito fez um sinal para Eugeo com sua mão esquerda, enquanto terminava de arrancar a flecha de seu sapato.

“Espere… ele está recitando um…”

“Hã!?”

Eugeo tentou prestar a atenção no que ele dizia. Sabia que umas das técnicas mais básica de um combate quando não se conseguia cortar imediatamente o inimigo, era gerar um situação para começar a recitar uma arte sagrada.

Concentrou-se naquela voz metálica vinda por trás do elmo. O Integrity Knight recitava algo incrivelmente rápido, mas conseguiu entender parte do que dizia de alguma forma, provavelmente graças ao tempo de estudo na sala da Grande Biblioteca.

A maioria das palavras eram totalmente novas para seus ouvidos. Infelizmente devido a esse fato, não conseguiria criar uma medida de contra-ataque sem saber do que se tratava o elemento após a palavra generate.

“Droga, isso é…”

A voz veio de Kirito ao seu lado.

“Isso não é um ataque elemental. É a porcaria do Armament Full Control Art.”

Kirito terminou de falar isso juntamente quando o Integrity Knight disse as palavras finais de seu encantamento.

Enhance Armament!

Com um estampido, chamas laranja brotaram dos extremos do arco. Elas consumiram a corda instantaneamente e se fundiram com o corpo daquela enorme arma.

Sua forma final era de um redemoinho carmesim que envolvia todo o arco de cobre.

A intensidade das labaredas, que pareciam ser suficientemente fortes para torrar a pele, se estenderam pelos degraus inferiores da escada.

Eugeo instintivamente cobriu seu rosto.

O Integrity Knight estava de pé bem a sua frente, coberto de chamas que se desprendiam do arco e ‘vazavam’ pelo chão ao redor.

A visão era incrível e abrasadora.

Eugeo não sabia que ação tomar diante de tal fenômeno. Será que ele achava que o guerreiro não tinha mais nenhuma habilidade ofensiva depois de usar o Full Control Art? Talvez jogar fora todas as suas flechas tenha sido um movimento necessário para ativar o estado de controle total.

Enquanto ficava cogitando se seu companheiro via a situação dessa forma, olhou para o lado e presenciou Kirito observando maravilhado, inclusive, com um sorriso em seus lábios, com um ar completamente infantil.

“Veja só, isso é incrível, não acha?… De onde será que veio esse arco?”

“Isso não é hora de ficar admirando o inimigo.”

Ficou com uma gana de dar uns tapas em Kirito, mas não podia desviar o olhar completamente do Integrity Knight. Eles podiam usar o Full Control Art que haviam aprendido recentemente também, para confrontar o do inimigo, porém, sabia que ele não permitiria isso.

Com toda a certeza seriam atacados antes de conseguirem terminar de recitar todos os comandos. Outro fator existente era que o inimigo estava muito mais acostumado a evocar sua arte, então, mesmo se começassem a recitar junto com o Integrity Knight, esse terminaria antes.

Do jeito que as coisas estavam, eles tinham que se agarrar na única esperança do Estilo Aincrad, que era se adaptar aos movimentos do inimigo. Eugeo já estava se preparando para o pior, porém, parecia que o inimigo tinha dado uma pequena trégua, pois começou a levantar a viseira de seu elmo com a mão direita, enquanto continuava a segurar seu arco flamejante com a outra mão.

Se rosto não era visível, estava fundido com as sombras criadas pelas intensas chamas, mas Eugeo conseguiu observar o brilho fulminante de seus olhos, tão mortais quanto suas flechas prateadas. A voz que se ouviu a seguir, também levava consigo uma reverberação metálica, dando a impressão que ele já não era um ser humano.

“Já faz dois anos desde que usei essas chamas do Conflagrant Flame Bow pela última vez. Devo agradecer-lhes por essa nova oportunidade, pois reconheço que possuem poder suficiente para trocar golpes com o Integrity Knight Eldrie Synthesis Thirty-One, meus caros criminosos. Porém, isso é totalmente imperdoável. Vocês não o enfrentaram de maneira justa em uma batalha verdadeira. Caso o fizessem, jamais ganhariam do Thirty-One. Só conseguiram utilizando essas repulsivas Dark Arts.”

Dar… Dark Arts?”

A voz de Kirito pareceu surpresa. Eugeo também havia ficado desconcertado com aquela afirmação, tanto que começou a sacudir a cabeça imediatamente enquanto falava.

“N-Não é nada disso, nós nunca usamos essas Dark Arts nem nada parecido, nós só estávamos falando como o senhor Eldrie era antes de ter se transformado em um Integrity Knight e…”

“O quê? Como assim ‘antes de ser transformado’? Nós, os guerreiros sagrados, não temos um passado. Sempre fomos os gloriosos Integrity Knight desde o momento em que fomos convocados diretamente do Mundo Celestial!”

As palavras soaram, além de metálica, furiosas, reverberando por todo o salão, ferindo os ouvidos dos dois amigos.

De acordo com a garota, Cardinal, os Integrity Knight estão com suas memórias originais bloqueadas pelo objeto chamado Piety Module. Uma das possibilidades de trazerem eles de volta, seria pelo menos, os chamarem pelos seus verdadeiros nomes, o que não era o caso aqui. Sendo assim, a mesma técnica usada em Eldrie não funcionaria novamente.

O cavaleiro seguiu falando com sua voz trovejante em meio as chamas e faíscas que se desprendiam de seu arco.

“Só não os reduzo à cinzas, pois minhas ordens são de capturá-los com vida, mas mesmo assim, é melhor se prepararem para perder alguma parte do corpo incinerada com meu Conflagrant Flame Bow. Eu realmente espero que vocês tentem algo, como usar essas espadinhas de péssima qualidade para tentar parar as minhas chamas. Tenho muita energia para descarregar em vocês. Vamos!”

O cavaleiro posicionou sua mão direita normalmente como se fosse puxar uma corda imaginária que não mais estava lá. Antes de tentar entender aquele gesto, sua mão agarrou algo e a puxou para trás…

Era uma crepitante flecha feita totalmente de fogo.

Eugeo ficou em choque ao ver aquela cena, uma quantidade absurda de poder emanava da flecha que seguia aumentando seu brilho e tamanho.

“Suponho que mesmo com a corda rompida, não o impedirá de lançar um ataque, não é?”

Kirito resmungou, franzindo a testa e rangendo os dentes, ao que Eugeo perguntou.

“…Temos… algum plano?”

“Ele não pode disparar múltiplas vezes sem dar uma parada, ao menos esse é o meu palpite. Tentarei deter seu primeiro ataque de alguma maneira, enquanto faço isso, você vai para cima dele.”

“Um palpite é?”

“Em outras palavras, isso significa que se você estiver errado, vamos virar uma peneira sendo atravessados e torrados com essas flechas malucas. E também, se um único tiro dele for o suficiente para atravessar a sua defesa, nosso plano vai por água abaixo, tem certeza de que consegue?”

Ele não sabia como Kirito pretendia se defender de um ataque direto e carregado do inimigo mas… precisava acreditar em seu amigo, tudo iria depender de sua resposta.

“Sim, eu consigo!”

Respondeu sem hesitar.

Então, se tinha dito que conseguiria, tudo com o que tinha que se preocupar agora era seguir com o plano. Esse cara podia ser um tanto excêntrico, mas era muito realista quanto as suas capacidades, mesmo quando pareciam absurdas, como cortar uma árvore indestrutível. Se ele disse que defenderia, estava dito.

Tirando a possibilidade de falha da mente, se posicionou para o recomeço da batalha.

O Integrity Knight começou a esticar a corda invisível de seu arco flamejante.

O calor chamuscava o rosto de Eugeo. As chamas emitidas pela enorme arma chamada Conflagrant Flame Bow chegaram ao seu ápice de intensidade, jorrando seu poder para todos os lados, queimando os degraus e o piso de pedra na volta.

Nesse mesmo instante, Kirito se moveu.

Não houve grito de guerra, muito menos uma pisada forte no solo, ele apenas se impulsionou rápida e silenciosamente para frente como a lâmina de uma espada cortando o ar. Meio segundo depois, Eugeo o seguiu.

Uma luz fraca azulada brilhava na ponta dos dedos da mão de seu companheiro enquanto corria freneticamente. Eugeo deduziu que ele tinha gerado aquele feitiço durante o discurso do Integrity Knight e pelo espectro luminoso, só poderia se tratar de um elemento criogênico.

O cavaleiro finalmente terminou de esticar a corda imaginária de seu arco ao máximo quando estavam novamente há uma distância de vinte passos. Aquele guerreiro era preciso como uma máquina.

Nesse instante, Kirito gritou:

Form Element, shield shape! Discharge!

Os elementos dispararam e se posicionaram na frente de sua mão esquerda. Aquele era o limite de invocação com uma mão, cinco elementos. Os pontos azuis começaram a girar ao redor de si, assumindo a forma de cinco escudos redondos sobrepostos, criando uma barreira em camadas uma atrás da outra, entre Kirito e o Integrity Knight.

Uma voz feroz brotou da garganta do cavaleiro.

“Está me subestimando, criminoso? Acha que não posso atravessar essa proteção ridícula? Pois então veja!”

O disparo concentrado daquela flecha, não… era mais preciso chamá-la de lança flamejante, soltando faíscas crepitantes, recordava um pouco a baforada de um dragão.

Milésimos de segundo depois, a lança entrou em contato com o primeiro escudo de gelo que Kirito havia criado.

Imediatamente a proteção de gélida se desfez, convertendo-se em vapor.

Depois, o segundo e o terceiro também foram penetrados, com estilhaços sendo espalhados para as laterais.

O quarto escudo, ao ser acertado no seu núcleo, dobrou-se para trás, assumindo a forma cônica, porém, também não aguentou a pressão e dispersou. A lança foi em busca da quinta barreira, iluminando os olhos de Kirito com uma cor vermelha incandescente.

Mesmo diante dessa situação, Eugeo não se deteve e continuou avançando pelas escadas. Sabia que podia deixar tudo por conta de seu amigo. Ele tinha uma missão e iria cumpri-la, portanto, tinha que se apressar.

Apertou os dentes e observou a lança de chamas colidir com o quinto escudo, todavia, percebeu que ela já tinha perdido boa parte de seu ímpeto inicial. E mesmo com faíscas avermelhadas sendo jogadas violentamente para o ar, fora incapaz de atravessar a última barreira feita do atributo contrário ao seu elemento.

“!!??”

Os olhos de Eugeo não acreditavam no que viam através da barreira de gelo transparente. Parecia que a enorme lança de fogo tinha modificado sua forma por um instante. Tinha visto um bico aberto com asas e garras totalmente estendidas, como… como uma ave de rapina.

E não dando nenhum tempo para Eugeo pensar mais, incontáveis rachaduras surgiram no último escudo de gelo de Kirito, se estilhaçando como vidro.

Uma onda de calor insuportável atingiu os dois. A lança de chamas, não, a ave flamejante havia penetrado enfim a última barreira em um ataque selvagem, como se quisesse arrancar as vísceras de Kirito.

“Uoooh!!!”

Eugeo gritava de espanto no momento em que Kirito levava sua espada negra para frente.

Ele vai tentar destruir essa ave?

O garoto loiro se perguntava isso quando…

A espada que Kirito estendeu para frente traçou um arco impossível. Girou como uma hélice, movendo-se velozmente, com seus cinco dedos brilhando servindo de apoio.

Sword Art Online - Alicization - Rising Vol. 12

Era incrível. Não compreendia como exatamente os dedos se moviam, mas a espada rotacionava com uma velocidade muito além do que seus olhos podiam acompanhar, dando a ilusão de que estava segurando um grande escudo negro semitransparente.

A cabeça da ave de fogo fez contato com o inusitado sexto escudo…

“DOOWWAAAA!!!”

Um som trovejante saiu daquele enorme animal mágico.

A maioria das chamas letais haviam se extinguido ao atravessarem as cinco paredes de gelo e as restantes se desfizeram ao encontrar esse novo obstáculo negro rotativo. Algumas labaredas ainda atingiram pequenas partes do corpo de Kirito, explodindo ao contrato, uma atrás da outra…

Ao ver o corpo de seu amigo ser atingido daquela forma, Eugeo gritou:

“Kiritooo!!!”

Mesmo naquela situação, seu companheiro disse envolto as chamas.

“Não pare Eugeo! Vá!!”

Interrompendo sua indecisão momentânea, Eugeo olhou adiante. Se fosse Kirito no seu lugar, ele jamais deixaria uma oportunidade dessas escapar. Ele cumpriria sua missão não importando o que houvesse.

Então, passando por seu amigo à sua direita, Eugeo deu um salto para diminuir ainda mais a distância.

Cortando caminho através do mar de chamas e fumaça que ali estava com um só movimento de avanço, lá estava a zona perfeita para o ataque, o cavaleiro parado bem na sua frente.

Tudo isso aconteceu em um curtíssimo espaço de tempo desde que a flecha fora lançada, mas parecia estar tudo em câmera lenta.

Possivelmente essa sensação também ocorria com o Integrity Knight, pois olhava incrédulo para o que estava acontecendo. Era uma situação além de suas expectativas, tanto no tocante da aproximação inesperada de um inimigo que ele desprezava, quanto ao fato de ter tido seu ataque de Armament Full Control Art repelido. Seu rosto ainda continuava praticamente todo oculto dentro do capacete, mas com toda certeza estava surpreso.

A distância não possibilitava mais efetuar outro ataque com o arco.

Esse era o momento que esperava. Em sua arrogância em não portar uma espada, permitiu-se entrar no raio de ação de seu inimigo e isso…

Foi um grave erro…”

Com isso em mente, Eugeo brandiu a Blue Rose Sword em um corte de cima para baixo.

 

 

E PEGOU FOGO!!! SIM TROCADILHOS INFAMES, ME PROCESSEM HEHEHE

SEMANA QUE VEM A BATALHA CONTINUA.

Sword Art Online – Alicization Rising

Não deixem de curtir Fan Page Sword Art Online Alicization – Light novel em Português

Também estamos no Tumblr e no Pinterest

E tome um Ignite para tocar um dano verdadeiro nos meliantes 😉